Ativa Contabilidade

Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física – IRPF – 2019

Fiscal e Notícias

06 de março de 2019

Já está disponível no site da Receita Federal o programa gerador da Declaração de Imposto de Renda 2019.

Clique aqui para saber mais e baixar o programa. Quem já tem o programa gerador instalado não precisa fazer um novo download, pois será possível atualizá-lo automaticamente.

O prazo para a entrega se inicia em 07/03/2018 e encerra às 23:59 do dia 30/04/2018.

 Obrigatoriedade

Veja os fatores mais comuns que obrigam o contribuinte a entregar a Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física:

Renda:

Recebeu rendimentos tributáveis (salários, vencimentos, honorários, aluguel, pensões civis ou militares, remuneração de estagiários), cuja soma anual foi superior a R$ 28.559,70;

Recebeu rendimentos isentos (prêmios, bolsas de estudo e pesquisa, salário-família, seguro-desemprego e outros auxílios) não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00.

Ganho de capital e operações em bolsa de valores:

Obteve ganho de capital na alienação de bens ou direitos (venda de casa, apartamento, loja, carro, barco, terreno).

Realizou operação em bolsa de valores.

Bens e direitos:

Teve a posse ou a propriedade, em 31 de dezembro de 2017, de bens ou direitos (casa, apartamento, carro, inclusive terra nua), de valor total superior a R$ 300.000,00.

Condição de residente no Brasil:

Passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição se encontrava em 31 de dezembro de 2017.

Restituição

As restituições serão pagas de acordo com as datas de entrega da declaração, portanto se você tem imposto a restituir o ideal é declarar no início do prazo. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais também têm prioridade. As restituições começarão a ser pagas em junho, e seguem até dezembro, para os contribuintes cujas declarações não caírem em malha fina.

Informações de rendimentos

Fique atento ao fazer sua declaração ou contratar um profissional, segundo a Receita Federal, “a omissão de rendimentos é o principal motivo de malha fina”.

Lembre-se de declarar:

  • Recebimento de salário (solicitar para seu empregador o informe de rendimentos);
  • Recebimento de pensão ou aposentadoria do INSS ;
  • Rendimento dos dependentes (exemplo estágio);
  • Recebimento de aluguéis;
  • Saldos bancários;
  • Venda/ aquisição de bens;
  • Rendimentos financeiros (investimentos, ações, etc);
  • Resgate de valores do programa Nota Paraná;
  • É obrigatório informar o CPF de todos os dependentes.

Entre em contato conosco se necessitar de maiores informações ou tiver interesse em realizar sua Declaração de Imposto de Renda conosco.

 

Fonte: https://www.receita.fazenda.gov.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *